INSS: Sem Concurso, órgão pode paralisar as atividades em 2019

INSS: Sem Concurso, órgão pode paralisar as atividades em 2019

Sem o novo Concurso e a convocação de excedentes de Concurso do ano de 2015, o Instituto Nacional do Seguro Social pode paralisar o trabalho das agências no ano de 2019. Conforme as estatísticas da autarquia, dos 33.500 funcionários, uma média de 55% já estão aptos a aposentadoria, sendo que muitos desses já disseram que irão fazer isso em 2019. A ausência vigente é de 16.548 servidores.

A nota técnica da autarquia, enviada ao Ministério do Planejamento, faz a comprovação desse risco, com foco nas funções disponíveis do Seguro Social. Dos 20.633 técnicos do seguro social, 10.635 estão aptos a aposentadorias a qualquer instância.

Na situação de analistas, dos 5.391 funcionários, 921 têm condições de se aposentar. Para peritos médicos, o cenário não é diferente. No geral, estão ausentes 1.717. Somente nos três meses deste ano, 43 se ausentaram no INSS. O Concurso de 2011 recompôs 800 oportunidades, porém 1.719 servidores saíram de 2012 a 2018. 

As novas saídas seriam fatais para atender nas agências da Previdência, já que a ausência vigente de 16mil funcionários permaneceria ainda maior.

Frente ao cenário que vivencia o INSS e da postura do governo federal, que não prevê a concessão de aval de contratos ao Instituto, a Fenasps faz a organização de uma paralisação em todo o Brasil.


O Ministério do Planejamento já revelou, em encontro com sindicalistas, que o Concurso INSS é prioridade de 2018. Contudo, a pasta não publica uma previsão deste aval. Ao passo que nada ocorre, a escassez de pessoal no INSS só cresce, gerando prejuízos ao atendimento de segurados. 

O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, e o presidente do INSS, Edison Aguiar, já trouxeram manifestações de apoio a novos contatos no INSS. Titular da pasta ao qual o INSS tem vínculo, Beltrame revelou, em encontro com sindicalistas, que "faz o possível" para solucionar os problemas na gestão do INSS. Porém, de acordo com ele, a solução não é dependente somente dele, mas do governo.

Em consideração a um novo concurso e excedentes de 2015, o INSS solicita 10.468 oportunidades, sendo 6.034 de técnico, 2.222 de analistas e 2.212 de peritos. Para o novo Concurso INSS são requisitadas 7.888 oportunidades, sendo 3.984 para técnicos, de ensino médio,1.692 para analistas, para quem tem graduação em áreas ainda não reveladas, e 2.212 para peritos, para aqueles com formação em Medicina. Os vencimentos são de R$5.186,79 para técnico, R$7.659,87 para analista e R$12.683,79 no caso do perito.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Edital Concurso PRF 2018: Pedido no Planejamento registra 35 movimentações nesta semana! Até R$10mil

14 Jul 2018

O pedido de concurso público da Polícia Rodoviária Federal (Concurso PRF 2018), analisado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), registrou nesta semana, de 10 ao dia 14 de julho, nada menos que 35 avanços.

Ir para notícia

Edital do Concurso MPF: projeto de lei cria 842 vagas para nível médio e superior!

14 Jul 2018

Está em trâmite na Câmara dos Deputados o projeto de lei de nº 6006/2016, que prevê a criação de 842 vagas a serem preenchidas no Ministério Público Federal (MPF) através de concurso público.

Ir para notícia

Após quase um mês concurso PRF volta a tramitar no Planejamento

11 Jul 2018

O pedido do concurso PRF voltou a ter movimentações no Ministério do Planejamento. Na ultima terça-feira, 10, foram registrados nove avanços em diversas unidades, como gabinete e secretaria de Gestão de Pessoas.

Ir para notícia

Concurso INSS 2018/2019: Agências organizam paralisação por contratações em todo país

04 Jul 2018

A Federação Nacional de Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (FENASPS) divulgou, no último dia 23, uma nota requerendo atendimento das reivindicações em prol dos servidores do INSS.

Ir para notícia

Fique por Dentro

Receba em primeira mão informações do mundo dos concursos.